setembro 2009


image001_2 (1)

Módulos:
Descrição 1.Seleccionar, Ordenar, Singularizar 2. O ponto de vista físico 3. O ponto de vista afectivo 4. Descrição e personagens 5. Paisagens e ambientes
Narração 6. Da Narração 7. Os pontos de vista narrativos 8. Exposição, complicação, clímax, desfecho 8.Figurações, temas e funções 9. Ficcionalidade, realidade, diversidade

10 aulas + sessão final; total: 22h; preço 3.500$

Público alvo: público em geral, jornalistas, professores, assessores de imprensa, bloggers, profissionais de comunicação, letristas, amantes da palavra.

Horário: das 19h Às 21h, de segunda a sexta-feira, entre 5 e 17 Outubro

Para mais informações contacte: 2613370 | amigos.fac@gmail.com
Fundação Amílcar Cabral, Cidade da Praia

abriaspas-v0É um espaço para confluência de linguagens artísticas, onde se destacam o audiovisual e poesia, numa dinâmica de comunicação em rede entre pessoas, espaços virtuais e ideias.

Pretendemos proporcionar o intercâmbio e debate de ideias sobre temas propostos mensalmente aqui (bianda.blogspot.com)

Acontece todas as segundas-feiras na Fundação Amílcar Cabral, Cidade da Praia.

É uma co-produção entre a Bianda e a Fundação Amílcar Cabral, dirigida por César Schofield Cardoso

O projecto é aberto a TODOS. Participem, actuando, criticando e sugerindo. Contactem-nos pelo e-mail abriaspas@gmail.com

Tema de Outubro: GRADES
Dirigido por Hugo Miguel Coelho

5/10 – 18h30
Instalação-jam/ site specific sob o tema genérico “O Campo Tarrafal”, com artistas visuais/plásticos, músicos e todos que queiram participar

12/10 – 18h30
Video (de curta-duração) inicial seguido de conversa temática: o lugar do prisioneiro ideológico, e da prisão, na relação com a criação artistica.

19/10 – 18h30
Acção performativa sob o tema genérico “o Campo do Chão Bom”, com performers músicos e todos que queiram participar, apoiado no conceito “manta energética caótica orientada”.

26/10 – 18h30
Video (de curta-duração) inicial seguido de conversa temática: o tarrafal e o seu impacto actualmente, na relação com outros campos (ontem e hoje)

Hugo Miguel Coelho estudou fotografia na Suécia,, mais tarde teatro e literatura na Universidade de Évora e no Institut del Teatre em Barcelona. É bolseiro, para a iniciativa trinta e tal no campo da morte lenta do programa “Criar Lusofonia” do Centro Nacional de Cultura, com o apoio da Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas.

Publicação234

Publicação9

aulas de ingles

Próxima Página »